A SOLUÇÃO COMPLETA PARA A SUA OBRA!

O Que É a Indústria 4.0?

Drywall 15 julho 2022
o que e a industria 40 scaled

Muito se questiona sobre o que é a indústria 4.0. Esse termo se diz respeito às últimas mudanças e evoluções em todos os setores, inclusive a construção civil. Com o avanço das tecnologias, a produtividade no mercado se torna mais perceptível e alguns materiais utilizados se tornam ultrapassados.

Com necessidades cada vez mais específicas, o setor construtivo aproveita essa evolução da maneira adequada. Quer entender melhor o que é essa indústria 4.0 e como isso pode afetar você?

Continue lendo esse artigo!

Afinal, o que é a indústria 4.0?

O Que É a Indústria 4.0?

Esse termo foi utilizado pela primeira vez em 2011 na Alemanha, na Feira de Hannover, e faz referência à automação avançada dos processos de produção industrial. O objetivo da Indústria 4.0 é produzir fábricas autossuficientes, com base na Inteligência Artificial, Big Data e Internet das Coisas, para alcançar uma produtividade elevada.

Outros valores dessa nova fase é a preocupação com a sustentabilidade. Evita-se realizar testes com animais, emitir gases poluentes, gerar dejetos e explorar recursos naturais não renováveis.

Como a indústria 4.0 afeta o mercado da construção civil?

Na construção civil, a indústria 4.0 está muito relacionada com a sustentabilidade. Cada vez mais empresas e pessoas buscam formas de fazer suas edificações com o propósito de não desperdiçar recursos naturais e com materiais que possam ser reutilizados futuramente — o que acontece com o drywall, por exemplo.

De acordo com o CBCS (Conselho Brasileiro de Construção Sustentável), o setor consome 75% dos recursos naturais e 20% da água nas cidades, e gera 80 milhões de toneladas/ano de resíduos. 

Com a busca por novas tecnologias que a indústria 4.0 oferece ao setor, é possível reduzir os danos ambientais e ainda assim, ter uma construção sustentável, duradoura e resistente.

Além disso, existem outros benefícios que a indústria 4.0 traz ao setor construtivo, como a melhoria de processos, controle e gestão das edificações. Entre as principais vantagens que podemos listar, temos:

Maior produtividade

A automação de determinados processos de construção possibilita o avanço nas etapas da obra e o alcance de melhores resultados em menor tempo. Com isso, os materiais e a tecnologia aplicada à eles também possibilitam um trabalho mais tranquilo e com duração de obra menor.

Com a melhoria contínua dos processos, uma forma de diminuir as chances de ocorrerem erros ou retrabalhos também é um ponto de destaque na produtividade nos tempos da Quarta Revolução Industrial. 

Com um gerenciamento centralizado e melhores decisões, dá para gerir o cronograma físico e financeiro com mais facilidade. 

Qualidade nas construções

Outro ponto de destaque quando o assunto é o que é a indústria 4.0 é sobre a qualidade das construções. Afinal, para que empresas e famílias confiem nas empresas que fornecem os produtos, é preciso que a empresa seja de confiança e tenha credibilidade no mercado.

Com as tecnologias aplicadas às edificações é possível garantir agilidade nas obras e qualidade para que as pessoas sintam maior confiança no trabalho feito.

Redução de custos e desperdícios

A redução de custos é outra característica da indústria 4.0, uma vez que a aplicação de novas tecnologias para otimizar o maquinário e a mão de obra é prioridade nesse conceito. 

Para cumprir esse requisito, a nova indústria automatiza diversas etapas do processo produtivo, das mais manuais às mais complexas, para obter melhores resultados em menos tempo.

Como mencionamos, o desperdício de recursos é menor na Quarta Revolução Industrial, porque a maioria dos materiais podem ser reutilizados — como é o caso do gesso acartonado — e as construções geram menos resíduos nos canteiros de obra.

Quais materiais construtivos se destacam na indústria 4.0?

Agora que você já sabe o que é a indústria 4.0 e quais as vantagens que esse conceito traz ao universo da construção civil, é preciso entender como aplicar na prática. Afinal, existem materiais que podem ajudar a aplicação desse conceito no dia a dia?

A resposta é sim!

Como mencionamos acima, o gesso acartonado é um tipo de item que otimiza tempo de obra, evita resíduos e desperdícios desnecessários. Porém, existe um conceito muito maior que pode clarear o universo civil: os sistemas construtivos a seco!

As construções a seco não utilizam água na composição estrutural da obra, dispensando argamassa e cimento. Os responsáveis por criar a sustentação da sua edificação são as vigas e pilares utilizados.

Os principais materiais de destaque deste tipo de construção, são:

  • placas e forros de drywall (gesso acartonado);
  • steel frame;

Com a indústria em constante evolução, é necessário estar a par do que pode ser feito para acompanhar as revoluções tecnológicas. E se você gostou desse artigo, não deixe de conferir quais são os sistemas construtivos mais utilizados no Brasil!